LIFESTYLE

Supermercado arranja forma de erradicar o plástico, fica a saber como.

Alô pessoal, hoje o tema aqui no blog é meio esverdeado e cheira mesmo a ecologia. Sou daquelas pessoas revoltadas com a desvalorização que ainda existe em torno do meio ambiente (e não deveríamos ser todos?), mas vocês também devem ter algum interesse na causa, senão não estavam a  perder o vosso tempo a ler este artigo. Por isso, vou adiantar o assunto e falar sobre um supermercado na Tailândia (sim pessoal, hoje o tema vem de longe) que decidiu testar uma alternativa ao uso do plástico para embalar as suas frutas e legumes.

O Rimping Supermarket decidiu utilizar um material bastante resistente, 100% orgânico e muito giro para embalar as suas frutas e legumes: A folha de bananeira, que é algo que existe bastante por lá. Esta escolha foi super inteligente pois essas folhas conseguem ser dobradas com facilidade sem rasgar e alem disso são bastante largas e flexíveis. Elas são consideravelmente resistentes a alterações de temperatura o que facilita e muito o seu uso nos corredores refrigerados do supermercado. As novas “embalagens” são lacradas com um laço de uma fibra natural. Alem de esta ser uma ideia muito gira e que dá um toque “especial” aos produtinhos do supermercado, é um método muito ecológico que pode ajudar a salvar muitas vidas marinhas e reduzir a poluição do nosso ecossistema.

Vocês já pararam para pensar no potencial desta ideia? A quantidade de plástico que poderia NÃO ESTAR nos nossos oceanos se existissem mais pessoas a pensar desta forma construtiva? Estou orgulhosa desta iniciativa e honestamente só espero que se propague.

2
Deixe um comentário

avatar
recentes antigos mais votados
Anabela
Visitante

Eu gostava muito de ver isto acontecer aqui em Portugal.. Mas terão que lutar imenso.
Infelizmente utilizar o saco de plastico para legumes e frutas está muito incutido nas cabeças das pessoas.
Quando “retiraram” os sacos gratis nos supermercados e tinha-se que começar a pagar-los (foi um fim do mundo – houve muitas pessoas a criticar que não tinha jeito nenhum…).
Desde que decobri umas sacas de rede super práticas, nunca mais utilizei os de plastico.